Pequenas empresas serão as mais afetadas pela lei de proteção de dados

Empresas de pequeno porte serão as mais impactadas pela lei de proteção de dados pessoais, que foi sancionada nesta terça-feira (14) pelo presidente Michel Temer, segundo especialistas em segurança da informação

“Qualquer companhia que armazenar dados de clientes e funcionários, desde escolas de informática a grandes companhias de call center, terão de se adaptar às novas normas em até 18 meses para garantir que os dados estejam seguros”, afirma Rafael Batista, sócio-diretor da consultoria IT Secure.