Automação deve acabar com menos empregos do que o esperado, diz novo estudo

Um dos estudos mais importantes sobre a perda de trabalhos para a automação foi publicado há cinco anos, por pesquisadores da Universidade de Oxford, e previa que cerca de 47% dos empregos nos Estados Unidos poderiam ser feitos por máquinas. No entanto, um novo estudo trouxe uma perspectiva bem mais otimista para essa área.